COVID LONGA: ELA EXISTE E TEM TRATAMENTO

COVID LONGA: ELA EXISTE E TEM TRATAMENTO

10 RECOMENDAÇÕES PARA COVID LONGA QUE PODEM FAZER DIFERENÇA

Ainda não existe cura para a Covid Longa, mas algumas recomendações podem ajudar a lidar com os mais de 200 sintomas relatados, aqui está um resumo das 10 mais interessantes:

  1. Ter uma comunidade de suporte (grupos de mídias sociais, instituições de pesquisa, instituições e clínicas de apoio);
  2. Ter médico que simpatize com a sua Saúde como um todo;
  3. Controlar as suas expectativas, o tratamento é longo e ainda não há uma cura imediata;
  4. Tratar os sintomas mais relevantes (e.g., falta de sono –  melatonina ajuda); ardor e dormência nos dedos e nos pés – talvez gabapentina, confusão mental, talvez fluvoxamina)
  5. Doses altas da coenzima Q (CoQ). Este produto químico é um antioxidante que apoia a função mitocondrial. A melhoria nos sintomas correlacionados com a dose de CoQ, foi considerada com ambos os sintomas físicos tais como dores do músculo, cansaço, e sintomas cognitivos ou psicológicos tais como a perda de memória e a irritabilidade.
  6. Medicação anticoagulante nos três primeiros meses pós infecção;
  7. Medicação antiviral e esteróides;
  8. Aromaterapia;
  9. Dieta baixa em histamina;
  10. Vitaminas.

A existência da COVID Longa ainda é uma incógnita,  existem algumas explicações possíveis:

 – Primeiro, o próprio vírus pode estar se escondendo no corpo, assim como vemos com o vírus Epstein Barr que causa febre glandular e vírus do herpes que podem se esconder no corpo em um estado latente. 

– Segundo, como alternativa, COVID Longa pode ser o resultado de uma resposta imunológica persistente desencadeada pelo vírus que, em seguida, causa inflamação e danos a outras partes do corpo. 

– Finalmente, pode ser devido a danos nos tecidos causados durante a fase aguda da doença. 

O certo é que é muito alto o número de pessoas com COVID Longa, independente se os sintomas forem graves ou suaves, se foi hospitalizada ou não.  

Por exemplo, sabemos que um dos tipos de células que o SARS-COV-2 é capaz de infectar é o revestimento dos vasos sanguíneos, e um dos problemas sérios no COVID -19 agudo é a coagulação sanguínea disseminada. Portanto, uma possibilidade é que uma combinação de danos ao revestimento de pequenos vasos sanguíneos e coagulação sanguínea anormal possa afetar o suprimento de sangue para diferentes órgãos, causando doenças cardíacas em uma pessoa e um derrame em outra. Isso poderia explicar por que vemos tantas manifestações diferentes de COVID Longa, embora deva enfatizar que essa é apenas uma possibilidade – precisamos de boas evidências para descobrir o que realmente está acontecendo.

A OMS – Organização Mundial da Saúde, lista os principais sintomas do Covid-19, e salienta: “Para realmente entender o que está acontecendo, será necessário encontrar um mecanismo subjacente de como o vírus está causando essa ampla coleção de sintomas duradouros.”

Os sintomas mais frequentes após o 6º mês foram fadiga, mal-estar pós-esforço e disfunção cognitiva. São sintomas que pioram após atividades físicas ou mentais (também conhecidos como mal-estar pós-esforço) e dificuldade de pensamento ou concentração (às vezes referida como “névoa do cérebro”). Com relação a trombose venosa, 60% ocorreram  90 dias após alta hospitalar.

Atualmente, os únicos tratamentos disponíveis são aqueles que controlam os sintomas e incentivam os pacientes a cuidar de sua saúde geral por meio de dieta, descanso e exercícios. Até que se saiba mais sobre como uma infecção por Covid-19 pode causar sintomas de longo prazo, será difícil fazer mais.

Estes sintomas podem ser agrupados:

Sintomas Neurológicos  ( Dor de cabeça, tonturas, Anosmia, Perda do Paladar, memória prejudicada)

Sintomas Gastro-intestinais

Sintomas Psicológicos (Ansiedade, Stress, Depressão, Estresse pós-traumático)

Sintomas Musculoesquelético (Mialgia, dores musculares, perda muscular, fadiga pós-viral)

Sintomas Circulatórios (coágulos de sangue,síndrome pós-trombótica)

Sintomas Respiratórios (falta de ar, fadiga, fibroses)

Sintomas Cardiovasculares (síndrome coronariana aguda, arritmias)

Além desses, existem outros sintomas presentes entre 85% a 91% dos casos:

  • Sintomas que pioram após atividades físicas ou mentais (também conhecidos como mal-estar pós-esforço). 
  • Dificuldade de pensamento ou concentração (às vezes referida como “névoa do cérebro”).
SINTOMACOVIDCOVID GRAVECOVID LONGA
FebrePresenteAcima de 38°11%
Tosse SecaPresentePresente19%
FadigaPresentePresente58%
Perda de paladar ou cheiro/ AnosmiaPresentePresente23%  – 21%
Diminuição de audiçãoPresentePresente15%
ConjuntivitePresentePresente6%
Dor de gargantaPresentePresente3%
Dor de cabeçaPresentePresente44%
Dores musculares ou articularesPresentePresente11%
Diferentes tipos de erupções cutâneasPresentePresente12%
NáuseaPresentePresente16%
Desordens digestivasPresentePresente12%
Calafrios ou tonturasPresentePresente17%
Falta de ar, polipneia, dispneiaPresente21% – 24%
Distúrbios do sonoPresente11%
Confusão mentalPresente27%
Perda de memória16%
Dor persistente ou pressão no peitoPresente
16%
Perda de Cabelo25%
Perda de pesoPresente12%
Ansiedade13%
Miocardite1%
TaquicardiaPresente11%
Distúrbios Neurológicos16%
Distúrbios Psiquiátricos6%

Veja mais:

Veja mais:

Characterizing long COVID in an international cohort: 7 months of symptoms and their impact 

Fluvoxamina tem resultado promissor para tratar covid-19

Hope for COVID Long-Haulers https://www.youtube.com/watch?v=acAi96zAYoY

Long COVID Treatment, Symptoms, and Recovery (Long Haulers)
https://www.youtube.com/watch?v=vkSI87l8eqc&t=195s

William C. Campbell – Nobel Lecture: Ivermectin: A reflection on simplicity https://youtu.be/YK0NcEm4TXg

COVID-19 treatment might already exist in old drugs – we’re using pieces of the coronavirus itself to find them –
https://theconversation.com/covid-19-treatment-might-already-exist-in-old-drugs-were-using-pieces-of-the-coronavirus-itself-to-find-them-133701

Overview | COVID-19 rapid guideline: managing the long-term effects of COVID-19 | Guidance https://www.nice.org.uk/guidance/ng188

Long COVID guidelines need to reflect lived experience
https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)32705-7/fulltext

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/q-a-detail/coronavirus-disease-covid-19